Voltando às vacas frias

Buenos, gurizada, estou retomando o tal Faca na Bota (<== link ao lado). Mas agora é pra valer – ao menos a minha intenção é essa. Pretendo mandar notícias uma, duas vezes por semana, mais quando conseguir. Enfim, quem tiver interesse de saber há quantas ando por lá, fique à vontade. Peço também que emails sejam enviados a kleitonsc(A)gmail.com*, já que o tamanho da caixa do Via RS é só 20Mb.

Meu embarque é sexta, às 8h da manhã. Também fique à vontade quem quiser aparecer por lá às 7h e pouco – não sei porque, mas acho que não vou ver ninguém por lá…

* substituir o (A) por @, óbvio.

Beijos nas gurias, abraços pro resto.

Anúncios

Seção "Um-Quatro"

Alemanha 2 x 0 Suécia
Gols: Podolski(2) (Alemanha)

Tem gente que odeia dizer “Eu bem que avisei”. Eu não: eu bem que avisei. Todos os brasileiros criticando a Alemanha, dizendo que os germânicos jogam “algo que é parecido com futebol, mas que não é futebol”, e eu dizia que o time era bom sim. Bem, depois de 4 jogos, 4 vitórias convincentes, 10 gols e atuações melhores que as dos outros campeões do mundo, a Alemanha vai se encaminhando para jogar de igual para igual com a poderosa Argentina. O estádio vai tremer.

Argentina 2 x 1 México
Gols: Crespo (apesar do Galvão dizer que não), Maxi Rodriguez (Argentina); Rafa Marquez (México)

A Argentina jogou pra ganhar. Não foi uma atuação espetacular, mas o golaço de Maxi Rodriguez no final levou os hermanos para um combate sangrento contra os donos da casa. Quero ver agora alguém reclamar que eu tava torcendo pra Argentina!!

Inglaterra 1 x 0 Equador
Gols: Beckham (Inglaterra)

O time equatoriano chegou tão longe quanto podia chegar. O time inglês ainda está devendo, embora tenho quase empolgado nos cinco minutos que sucederam ao gol (mas depois caíram no limbo outra vez). Beckham provou porque é um jogador decisivo em uma cobrança perfeita. Aliás, é a estrela do time, o mais famoso, joga no Real Madrid, come uma mina gata, mas mesmo passando mal e vomitando correu o campo todo durante o jogo todo. Não foi uma grande partida do meia ingles, mas quem sabe os brasileiros possam aprender um pouco do significado de “raça” com ele.

Portugal 1 x 0 Holanda
Gols: Maniche (Portugal)

O Kleiton já falou tudo sobre o jogo. A adicionar, só o fato que depois de ver os jogadores portugueses se atirando na frente da bola pra evitar o gol, não tem como não torcer pra seleção portuguesa, com certeza.

Itália 1 x 0 Austrália
Gols: Totti (Itália)

Nada muito fora do comum: um gol tipicamente italiano (inclusive planejado desde o início). Ainda serão campeões assim.

Ucrânia 0(3) x (0)0 Suíça
Gols: Da marca do penalti até eu…

Jogo sem muitas chances de gol, sem muitos lances bonitos, sem muitas faltas… enfim, sem muitos atrativos. Fatos a comentar: Shevchenko errou um penalti; os suíços erraram três. Seguidos.

Brasil 3 x 0 Gana
Gols: Ronaldo Gordo, Adriano Lento, Zé Roberto Coveiro (Brasil)

TIMECO de Gana demonstrou só uma coisa: não se classificou por méritos próprios, e sim pela sorte gigantesca da seleção canarinho, que até agora não enfrentou um adversário que chegasse perto do “razoável”. Ronaldo Gordo provou que só faz gol quando entregam de bandeja, o ataque foi inoperante, o meio não existiu… fosse Gana um timezinho medícore e dava um sufoco nos “galáticos” da seleção. Pra não dizer que eu reclamo de tudo, a zaga foi bem. E só.

França 2 x 1 Espanha
Gols: Ribery, Vieira e Zidane (França); Villas (Espanha)

Ah, o time da Espanha podia ser muito bom e tal, mas todos sabiam que, por tradição, eles iam cair nas oitavas ou quartas. Time francês jogou no esquema errado (pra variar), mas conseguiu a vitória. Detalhe: o ótimo jogador Ribery fez contra a ESPANHA exatamente o mesmo que o Ronaldo Gordo fez contra GANA, mas só o brasileiro é “Fenômeno”, né? Ora…

Seleção da Rodada

Qualquer uma, treinada pelo Felipão.

Segunda Feira Blues 1

Ilustrando um comentário que eu fiz num post do Kleiton…

? onde estão os caras que lutavam dia-a-dia sem perder a ternura jamais ?
? onde estão os caras que desmaterializavam moedas de dez mil reais ?
? onde estão os caras que desconheciam limites … universal e singular ?
? onde estão os caras que desenhavam novas cidades
em guardanapos na mesa de um bar?

? onde estão as provas, onde estão os fatos ?
? as boas novas eram só boatos ?
? onde estão os atos de bravura e rebeldia (ternura guerreada dia-a-dia) ?
? será que estamos sós ?

? onde estão os caras que pregavam no deserto ?
(o deserto continua lá)
? onde estão os caras que deixavam as portas abertas para a vida poder circular ?
? onde está o teatro mágico só para iniciados ?
? onde está o espaço não privatizado ?
? onde estão os caras que acenavam com a mão invisível um mercado para todos nós ?

? onde estão as provas, onde estão os fatos ?
? as boas novas eram só boatos ?
? onde estão os caras que lutavam e cantavam ?
( por um mundo ideal eles gritavam : ! não estamos sós ! )

? onde estão os caras que diziam que a guerra ia acabar ?
? onde estão os caras que diziam que a maré ia virar ?
? onde estão os caras que espalharam o vírus, prometeram a cura e viraram as costas ?
? onde está o outro ? onde está o diferente ? onde está o comum a toda gente?

? onde estão as provas, onde estão os fatos ?
? as boas novas eram só boatos ?
? onde estão as provas, onde estão os fatos ?

Porque a colônia nunca vai virar metrópole

Melhor jogo da copa. 16 cartões amarelos, 4 vermelhos, 1 x 0 suado, uma aula de garra, raça, amor à camisa e ao país.

A equipe de Portugal não tem um time ótimo, embora tenha Pauleta, Figo e Cristiano Ronaldo que, dentro de suas possibilidades, podem surpreender. A equipe dos nossos “irmãos” – afinal de contas, é por causa deles que hoje falamos essa língua bonita de falar e difícil de aprender – não tem qualidade técnica das mais altas, embora taticamente seja muito eficiente. Mas têm coisas que fazem dela uma forte candidata ao título.

A equipe desses gajos bravios tem uma estrela. Uma grande estrela que sabe mais do que ninguém que o futebol não é pedalada nem toque de letra. Uma estrela que conhece espírito de equipe e raça, e transmite isso em cada jogo, aos seus jogadores, à sua torcida, ao estádio inteiro. Uma estrela gigantesca que tem todo o direito do mundo de, de dedo em riste, dar uma lição de moral num dos maiores atacantes holandeses – Van Basten, hoje técnico da seleção holandesa – pela falta de “fair play”. Isso porque ele sabe que um time reflete seu treinador. E Portugal reflete Luiz Felipe Scolari.

Foi violento? Foi. Foi bagunçado? Ahan. Mas foi um jogo de futebol de verdade, um jogo de futebol que, por mais que não se tenha vínculo afetivo com nenhuma das equipes, se assiste vidrado, roendo as unhas. Colorados e São Paulinos que me perdoem, mas me veio à mente o Grêmio de 1995, que ganhou a Libertadores, e do mesmo jeito que esse time de Portugal: limitado, desacreditado, mas cheio de raça e espírito de equipe.

O jogo mais maravilhoso da Copa até agora. E onde estiver o Felipão, vai ter jogo assim. O próximo é contra a Inglaterra. Parafraseando Galvão Bueno (argh!), “haja coração!”.

============================

Enquanto isso, no Japão… (vai gostar de futebol assim na $%@#$%$@#)

Beijos nas gurias, abraços pro resto.

Seção "Um-Quatro"

Nota: obviamente não vi TODOS os jogos da rodada, por isso vou comentar os que vi e os melhores lances dos outros

Alemanha 3 x 0 Equador
Gols: Klose(2), Podolski (Alemanha)

Galvão diz que a Alemanha joga algo parecido com futebol, mas que não é futebol. Casagrande diz que a Costa Rica e qualquer outro time tem mais técnica que a seleção germânica. O Brasil inteiro desdenhava da Alemanha, que ganhou as três partidas, convenceu e vai com força pra segunda fase.

Polônia 2 x 1 Costa Rica
Gols: Bosacki(2) (Polônia); Gomes (Costa Rica)

No jogo dos lances e gols estranhos, a Polônia se deu menos pior.

Inglaterra 2 x 2 Suécia
Gols: Joe Cole, Gerrard (Inglaterra); Albback, Larsson (Suécia)

A Inglaterra ainda ficou devendo. A Suécia também. Destaque do jogo: torcedoras suecas(!!!!). Foi um jogo onde a arrogância, a ignorância e o preconceito do Galvão Bueno ultrapassaram o limite do aceitável e cômico (“Lampard e Beckham têm fama, mas quem joga bola é o Joe Cole”, “Olha como o Joe Cole é habilidoso, parece jogador sul-americano”, “Beckham joga numa faixa limitada do campo e bate bem na bola, E SÓ!!”). Nunca tinha visto nada parecido, nem mesmo vindo do Galvão.

Trinidad e Tobago 0 x 2 Paraguai
Gols: Sancho(contra), Cuevas (Paraguai)

Gamarra se despede da seleção com uma merecida vitória. Mas a equipe Guarani, bem defensivamente, ainda precisa achar um ataque em algum lugar.

Argentina 0 x 0 Holanda
Gols: Nenhum mas o jogo foi muito pegado

Aquele que seria o melhor jogo da primeira fase ficou devendo um pouco. Não há muito o que comentar, a não ser que Messi realmente tem futuro e realmente é a cara do Keith Moon.

Sérvia e Montenegro 2 x 3 Costa do Marfim
Gols: Zigic, Ilic (Sérvia); Dindane(2), Kalou (Costa do Marfim)

E os Elefantes voltam pra casa felizes, após sua primeira vitória na Copa. Já os Sérvios voltam pra casa com três derrotas na bagagem e a sensação de que poderiam ter feito mais, embora fosse um grupo difícil. E os jogadores de Montenegro voltam pra casa com três derrotas na bagagem e a sensação de que poderiam ter feito mais, embora fosse um grupo difícil.

Portugal 2 x 1 México
Gols: Maniche, Simão (Portugal); Fonseca (México)

Sem surpresas: Felipão continua na Copa e Portugal mostra aquele futebol eficiente e suficiente dos times do técnico gaúcho. México implorou pra tomar mais gols.

Angola 1 x 1 Irã
Gols: Flávio (Angola); Bakhtiarizadeh (Irã)

Um jogo como devia ser: sem zebras, sem surpresas, sem vitórias, sem derrotas, enfim, sem nada, mas que deixa as duas equipes saírem da Copa com certa elegância. Ah, e o atacante de Angola ganhou uma casa por fazer o primeiro gol do país em um Mundial.

República Tcheca 0 x 2 Itália
Gols: Materazzi, Inzaghi (Itália)

Aqui a Copa perdeu muito da sua graça. Os Tchecos amassaram os italianos até Polak ser expulso. A Itália mostrou a eficiência de sempre e porque é o time mais filho da puta da história – ficam só se defendendo e, quando tu menos espera, vão lá e fazem um gol. Aliás, a defesa italiana é tão foda, mas tão foda, que até agora os únicos que marcaram gols na Azurra foram eles mesmos. Classificação italiana mais do que merecida.

Gana 2 x 1 EUA
Gols: Sei lá, não to nem aí

Timezinho da Gana, ajudado pelo juiz, passa pra tomar uma sacola do Brasil nas oitavas. Prova de que o antiamericanismo atingiu até mesmo árbitros de futebol? É…

Brasil 4 x 1 Japão
Gols: Ronaldo gordo(2), Juninho, Gilberto (Brasil); Tamada(Japão)

Tudo bem que o adversário era o fraquíssimo Japão, mas a seleção reserva mostrou muito mais vontade que a titular – faltou só o Emerson ali no meio pra segurar mais e evitar um gol. Ronaldo Gordo achou um gol, fez outro bonito, não conseguiu driblar, não conseguiu passar, não conseguiu virar, não conseguiu se movimentar, não conseguiu marcar nas chances claras, não conseguiu fazer porra nenhuma. Mas fez dois gols contra o Japão, é o fenômeno, o melhor do mundo, quem é esse tal de Pelé? Parreira demorou mas segurou a onda da seleção canarinho, que tava se preocupando demais com detalhes (nesse caso, os gols).

Austrália 2 x 2 Croácia
Gols: Moore, Kewell (Austrália); Kovac, Srna (Croácia)

A lógica do futebol não se aplicou: dois times com boas defesas mas nulos no ataque acabaram empatando com 4 gols no total. Passou a Austrália, que teve mais coragem, mais vontade e menos vergonha de derrubar os adversários.

Espanha 1 x 0 Arábia Saudita
Gols: Juanito (Espanha)

A Fúria entrou com uma equipe reserva, mas mesmo assim garantiu primeiro lugar no Grupo. Mas pô, a Arábia pressionou o segundo tempo inteiro, podia ter feito mais um golzinho – até porque quem fizesse um gol ia ganhar, sei lá, um carro, uma casa e dez ou quinze virgens.

Ucrânia 1 x 0 Tunísia
Gols: Shevchenko \o/

O goleador e craque da equipe fez o gol da classificação. Nada mais natural, mesmo que tenha sido de pênalti. Simpatizo muito com esse time da Ucrânia.

França 2 x 0 Togo
Gols: Vieria, Henry (França)

Foi só o Trezeguet entrar que a França se acertou: massacrou Togo e só não fez mais por nervosismo. Jogou com raça, determinação e vontade, disputando todas as bolas. Se continuarem assim, podem ir longe.

Suíça 2 x 0 Coréia
Gols: Senderos, Frei (Suíça)

Os suíços deram sangue por essa classificação. Mereceram. A Coréia sem o juiz não é muito além de correria e sorte.

Seleção da primeira fase

Buffon(ITA); Sérgio Ramos(ESP), Canavarro(ITA), Juan(BRA), Lahm(ALE); Pirlo(ITA), Fabregas(ESP), Nedved(Rep. Tcheca), Riquelme(ARG); Fernando Torres(ESP) e Klose(ALE)

É o fim do mundo

O timeco de Gana se classificou pras oitavas da Copa. Depois de desperdiçar centenas de chances no jogo contra os tchecos (que devia ter sido 2 x 2, pois Nedved teve um gol mal anulado e houve um penalti não marcado pra República Tcheca), Gana mais uma vez teve o auxílio do juiz nos dois gols contra os estadunidenses.

Teve uma tal de Coréia que chegou até a semifinal assim…

Seção "Um-Quatro"

Pra fechar a segunda rodada:

Suíça 2 x 0 Togo
Gols: Barnetta, Gygax (Suíça)

Terceiro jogo do mundial que eu não vi, mas aparentemente ele fez parte da conspiração natural que quer deixar a França de fora da Copa (incluindo aí o gol TOSCO da Coréia sobre a seleção francesa)

Ucrânia 4 x 0 Arábia Saudita
Gols: Shevchenko e mais três (Ucrânia)

Um time pequeno, não muito acreditado, com um craque artilheiro que joga num time de ponta da Europa, começa tomando uma goleada, se recupera no segundo jogo… teve uma tal Bulgária que fez algo parecido em 94. Além disso no time da Ucrânia, assim como no da Bulgária, os nomes dos jogadores rimam.

Espanha 3 x 1 Tunísia
Gols: Fernando Torres(2), Luís Garcia (Espanha); Mnari (Tunísia)

A Espanha levou um time realmente bom pra Copa, chegou até a empolgar… Pena que esqueceram a defesa em algum lugar no meio da viagem.

Seleção da Rodada

Cech(Rep. Tcheca); Miguel(POR), Lucio (BRA), Cannavaro (ITA), Lahm (ALE); Cambiasso (ARG), Pirlo (ITA), Fabregas (ESP), Riquelme (ARG); Saviola (ARG), Fernando Torres (ESP)

Seção "Um-Quatro"

Argentina 6 x 0 Sérvia e Montenegro
Gols: Rodriguez(2), Cambiasso, Crespo, Tevez, Messi (Argentina, lógico)

Aparentemente, Sérvia e Montenegro não decidiram qual país iria entrar em campo para enfrentar a Argentina e deu nisso. Espero que a seleção canarinho tenha assistido, pois o segundo gol dos hermanos foi uma aula de futebol.

Holanda 2 x 1 Costa do Marfim
Gols: Van Persie, Van Nistelrooij (Holanda); Koné (Costa do Marfim)

A Holanda pode não ser mais a Laranja Mecânica de 74, mas quando a bola sobre pro Nistelrooij é bucha. Destaque para o gol feito por Koné, número 14 da Costa do Marfim, no momento mais cataclísmico da Copa.

México 0 x 0 Angola
Gols: Nah..

Esse eu também não vi, mas esperava mais dos mexicanos – Angola complicou bastante as coisas pra eles. De repente tá faltando aquela concentração com tequila antes do jogo…

Portugal 2 x 0 Irã
Gols: Deco, Cristiano Ronaldo (Portugal)

Joguinho sofrido, como normalmente são os do Felipão. O time de Portugal é beeeem limitado, mas perdeu umas boas chances. Destaque para a SENHORA BUCHA que o Deco meteu. Golaço.

República Tcheca 0 x 2 Gana
Gols: Gyan, Ali Muntari (Gana)

Não quero falar sobre esse jogo. Ele me deixou triste.

Itália 1 x 1 E.U.A.
Gols: Gillardino (Itália); Zaccardo (Itália – mas contra)

Parece que o céu não anda muito azul para a Azurra. Pirlo – melhor jogador da Copa até agora – joga sozinho no time da Nona, que peca principalmente pelo ataque, com Gillardino e Luca Toni. Don Corleone deve estar se revirando no túmulo. Quanto aos estadunidenses, conseguiram um bom resultado. E só.

Croácia 0 x 0 Japão
Gols: Até parece…

Jogo chatinho. Destaque para o goleiro japonês que, depois de defender um pênalti, errou um domínio de bola fácil e só não tomou o maior frango da Copa porque a pelota foi pra fora. Leva o “Troféu Dida”

Brasil 2 x 0 Austrália
Gols: Adriano, Fred (Brasil)

O Brasil começou jogando errado, no esquema 4-4-0. Depois melhorou um pouco, passando pro 4-4-1/2-1, mas ainda não convenceu. Em dois minutos Fred fez mais do que Ronaldo fez em 160.

França 1 x 1 Coréia do Sul
Gols: Henry (França); Ji-Sunq Park (Coréia)

O técnico francês fez o certo: colocou Trezeguet no ataque ao lado de Henry. No entanto, fez isso apenas aos 40 da segunda etapa, quando não dava tempo pra mais nada. Enquanto isso, a Coréia mostrou que sem seu 12º jogador – o juiz – não faz muita coisa. Zidane tomou amarelo, tá suspenso e pode ter feito sua última partida de futebol nesse joguinho medíocre.

Ein????

Isso chega a ser ridículo.
Estava na Capa do Terra, assim que acabou o jogo da Argentina.

O que raios tem haver uma coisa com a outra? O que tem haver o Corinthians com a Copa? Qual a lógica de falar disso? De colocar isso a Capa! Porque não fala do gol do Messi? Ou do Cambiasso? Ou dos passes de calcanhar? Ou algum dado histórico da última goleada da Argentina em Copa do Mundo?

Não!… Esse redator é Corinthiano, tudo bem, mas hoje perdeu o senso do rídiculo. Não conseguiu ficar nem no período da Copa sem falar um pouquinho do time dele. Pqp..

Abraços